RELATÓRIO FINAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS EM 2014 PELO PROJETO DE EXTENSÃO MAGROVE: EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM ÁREAS DE MANGUEZAL

O ano de 2015 constitui um complemento importante as ações implementadas no ano de 2014, Ao longo de 2014, a caracterização de áreas de manguezais a partir de atributos físicos, biológicos e químicos, também relacionados com questões socioculturais das regiões de inserção do projeto. Foram ainda utilizados os conhecimentos cartográficos e físicos das áreas de manguezal com os conhecimentos tradicionais das comunidades atingidas com o projeto, a fim de promover a valorização e conservação desses ambientes.
Visando trazer pensamento crítico e "empoderador" para as comunidades locais, o projeto se posiciona de forma a capacitá-los para a auto-gestão de suas áreas de vivência. Além disso, o projeto atua na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), de forma a atender e divulgar o conhecimento sobre este ecossistema frágil e extremamente vulnerávei as pressões urbanas locais. Compreendendo a importância do método sistêmico da Educação Ambiental como transformadora social nas problemáticas ecológicas, dessa forma, trabalha-se tópicos como (i) vínculo, (ii) cidadania ecológica, (iii) responsabilidade ambiental, etc.

Em geral, a proximidade com escolas e locais de convivência cultural do Projeto MANGROVE: Educação Ambiental em Áreas de Manguezais compreende as seguintes atividades:

  • Realização de mini-cursos e exposições temáticas e promover ações integradas de Educação Ambiental;
  • Excursões ecológicas às áreas de Manguezal;
  • Realização de oficinas abordando as seguintes temáticas (mini-cursos): reutilização de materiais recicláveis;
  • Participação em encontros e seminários com relacionados Educação Ambiental;
  • Administração de oficinas em escolas públicas e centros comunitários;
  • Realização de oficinas abordando as seguintes temáticas (mini-cursos): unidades geoambientais e ecossistema manguezal;
  • Preparação de síntese dos relatórios mensais para publicação de resumo em encontros universitários de extensão.
Existem ainda atividades que buscar integrar o conhecimento acadêmico e discutir de forma crítica a negligência dos agentes sociais e políticos com os ecossistemas manguezais que conhecemos no Ceará. Desta forma, inicia-se no ano de 2016 um ciclo de capacitação para alunos de variados cursos, o objetivo principal é unir conhecimentos de diversas áreas e convergi-los para atividades de preservação ambiental. 


Atualmente, no ano de 2016, a bolsista remunerada é Andressa Mourão Miranda, graduanda em Ciências Biológicas, modalidade Bacharelado. Contamos com a ajuda de bolsistas voluntários que são essenciais em nosso progresso e conquista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Publicação dos capítulos de livro Conferência da Terra 2014

Oficina "Água: importância e cuidados" na Escola Inah Arruda